segunda-feira, fevereiro 14, 2005

Uma “confraria” Republicana (I)

Com a Republica assiste-se à perseguição dos religiosos e ao assalto dos bens da Igreja. As confrarias religiosas também foram objecto de intervenção pelo que uma das funções dos Governadores-civis era a de as colocar ao serviço da causa republicana. Em 28 de Outubro, Bernardino Chougas de Paredes de Coura escreve a Raimundo Meira.

Paredes de Coura 28-X-1913

Meu caro Raimundo Meira

Esperava ir aí pessoalmente agradecer-te a honra inestimável de desceres à … (Ilegível) da Santa para me dares a prazer duma visita - a ti e ao Ramos Pereira.
A contrariedade sentida por te não receber na minha humilde choupana, eu a experimentei deveras. E de resto, fica-o sabendo, quando precisares de me falar, intima-me que eu logo apareço. Porém o mau tempo da natureza e o "mau tempo" que fez durante um pouco a política”, não consentem muitas viagens.
Agradeço-te imenso a aprovação do orçamento da Confraria do Espírito Santo. Mas... o favor não está completo e graves transtornos causará se ele não se ultime depressa.
Aprovados ou rejeitados queria que me enviasses os estatutos da mesma confraria, indicando-me, sendo reprovados as alterações que neles é necessário fazer.
Provavelmente nem tu sabes de tais estatutos. Mas se os dizeres que correm, se deve algum crédito, eles encontram-se na gaveta dum funcionário do Governo-Civil, grande devoto da confraria, que si verá est fama, lhe tem oferecido alguns milhares de escudos para os seus estatutos serem reformados e aprovados. Mas isto não é negócio para cartas, embora te deva merecer alguns cuidados, afim que todos digam que o governo-civil está à altura do valor e carácter do governador-civil. Capacidade e honestidade tens tu, e ainda bem para nós todos; e hás de fazer que os outros a tenham.
Mas.... Desencanta-me os estatutos da confraria do espírito santo e manda-mos com a possível urgência e as indicações pedidas.

Um abraço cordial

Bernardo Chougas


Amanhã veremos qual o resultado deste insodável interesse na alteração dos estatutos da Confraria.

2 Comments:

Blogger FSantos said...

Caro Luís, um artigo que talvez lhe interesse:
http://www.otemplario.pt/por/conteudosDetalhe.asp?idConteudo=1825&TipoConteudo=Opinião&CatConteudo=

11:10 da manhã  
Blogger Pantera said...

O que nós queremos é a monarquia.Isso sim.....


www.blocoesquerdaprocaralho.blogspot.com

3:06 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home